Até tu?

Parece importante, para dizer o mínimo, o fato de um vice-presidente da República dizer, primeiro, que tem certeza que a presidente Dilma terminará o mandato. Foi dia destes e já estranhei. Diante de tudo por que tem passado a vida política nacional, o vice-presidente dizer isso… Não sei, mas à primeira vista, parece que ele achou necessário. E se achou, pode-se pensar que, em alguns círculos do alto escalão de Brasília, acredita-se que ela pode não ficar no Planalto até 2018.
Hoje, deparo-me com outra de Michel Temer, que está na Polônia. Segundo o jornal Valor, ele disse que a posição dele sobre CPMF, publicamente contrária há cerca de 15 dias no máximo, não mudou.
O vice-presidente, antes mencionado em muitas notas de bastidores quase como um adversário político da titular, agora falou com todas as letras. Que é contra um dos pedaços mais importantes, se não o mais importante, do ajuste fiscal anunciado na segunda-feira pela dupla de ministros: Fazenda e Planejamento. Em nome da presidente.