Aumento da gasolina já passa de 17% em 2015

Nos postos o aumento é sempre maior. Gasolina que acaba de aumentar 6% no atacado, sobe uns 7% na bomba.
São os impostos.
Ouvi no rádio entrevista do representante dos donos de postos de São Paulo. Gasolina já está de 10 a 20 centavos mais cara (litro, claro).
Mas o governo diz que o repasse para a ponta do consumo não é total. Preços são livres.
“Toda vez governo fala isso. Que vai subir menos nos postos. E toda vez sobe mais.” (A propósito, entrevista à CBN.)
Outra informação da mesma pessoa: vendas de gasolina já caíram 15% este ano. E muita gente foi demitida.
É a crise, disse.
Segundo o IBGE, gasolina comprada pelo consumidor subiu 9,6% entre janeiro e agosto.
Fiz a conta.
Com o aumento de 7% de agora, a alta acumulada em 2015 passa de 17%.
Inflação em alta e atividade econômica em baixa chama estagflação.
Péssimo momento para a população.
Desemprego cresce.
Aumenta a insegurança de quem está empregado.
Salário é corroído pelo pior de todos os impostos, a inflação.
A gente já viu esse filme. Governo tá nem aí.
Sequer esboça uma vaga aproximação dos gastos à receita.
Voltar ao marketing da faxina ética então, nem pensar.
Afinal, vem tudo do seu, do meu, do nosso.