O Ministério que ninguém quer

Essa é demais. O Ministério que ninguém quer. E que não deve ser um dos eliminados na prometida redução dos 39 porque pegaria muito mal.

No país que depende das exportações de commodities (matérias-primas brutas) porque não consegue competir em produtos de maior valor agregado (que geram mais impostos, mais empregos, mais conhecimento), procura-se quem tope ser ministro da Ciência e Tecnologia.

É emblemático. E ilustra mais um capítulo humilhante da vida política brasileira. A Esplanada virou um mercado. Eles nem disfarçam mais.