Transtorno de personalidade

Dependentes da corrupção.
Não à toa, a trigésima fase da operação Lava Jato, deflagrada hoje em São Paulo e no Rio, foi batizada de “Vício”.
Investiga-se, entre outros, ele: José Dirceu, condenado e preso tanto no mensalão quando dentro do próprio petrolão.
As investigações de hoje envolvem suspeita de roubo através da venda de tubos à Petrobras entre 2009 e 2013.
É o dinheiro do contribuinte, literalmente, se esvaindo pelos milionários dutos de óleo jamais prospectado – e que seguem dando prejuízo ao Tesouro.
Como escreveu o juiz Sérgio Moro, “o mais perturbador” é que Dirceu insistiu em receber dinheiro ilegal até mesmo durante o julgamento do mensalão, que terminou em 2012.
Na semana passada, Moro o condenou a 23 anos e 3 meses de prisão.
Parece mesmo ser algo patológico: talvez da família dos transtornos de personalidade, talvez da dependência química.
O remédio, de todo modo, só pode ser a cadeia.