“Dois milésimos”

Estou muda. Deixa ver se eu entendi. Os servidores esperam 7 meses a mais pelo reajuste, adiado de janeiro para agosto do ano que vem, enquanto a inflação come o salário em quase 10% ao ano. Isso equivale a um “corte” de R$ 7 bilhões.

Já na prometidíssima redução dos ministérios, o “corte” possível é de R$ 200 milhões. E ainda vão ser anunciados. Ninguém sabe ninguém viu o que nem quem vai ser “economizado”.

Corta o Minha Casa, Minha Vida, corta o PAC (programa que deveria acelerar o crescimento mas que resultou no encolhimento do Brasil), corta na Saúde.

E propõe a volta da CPMF.

Essa depende do Congresso, que, em 2007, impôs a primeira derrota ao então superpopular presidente Lula, recusando-se a prorrogá-la.

Não vou comentar a pérola do dia, pronunciada pelo ministro da Fazenda, Joaquim Levy, sobre o imposto. ” Você compra um ingresso de cinema com cartão e teria, por exemplo, dois milésimos pra ajudar a cobrir o rombo.”

Tive que ouvir, ler e reler várias vezes o que ele disse para acreditar.

Quanto dinheiro na propaganda do Minha Casa, Minha Vida, pra anunciar corte de –  um momento. 15 dividido por 3 ainda é igual a 5. Estão cortando em um terço o Minha Casa Minha Vida, embora aleguem uma tremenda ginástica fiscal via uso do dinheiro do Fundo de Garantia. Previstos 15, suprimem-se 4.8 bilhões, com a observação de que se trata de “transferência de recursos”.

PAC e Saúde: machado igual nos dois.

E mais uma tonelada de medidas cheia de nomes técnicos. Que preveem também o aumento do imposto das empresas. Que preguiça. Que decepção. Coitados. Esses dois ministros, Levy e Nelson Barbosa, Planejamento, neste momento, me inspiram sentimento de pena, de piedade.

Recessão, sai de baixo.

12 mexicanos assassinados sem querer no Egito

Ai ai ai, tô lendo no Guardian (jornal inglês) q forças d segurança do Egito atiraram e mataram sem querer 12 turistas e guias mexicanos. Eles viajavam num comboio de 4 carros. Dez estão feridos, segundo as primeiras informações. O ministério do Interior do Egito disse q a polícia e as forças armadas estavam perseguindo terroristas quando acidentalmente atiraram nos turistas, e que a presença deles no local era “ilegal”. Além de lamentar e d sermos solidários com o México, não devemos perder d vista q movimentos populares, grandes mobilizações e derrubadas d governo, como a primavera árabe, nem sempre terminam bem. É fato.

Batata, tomate, cebola e feijão mais baratos

Olhaí uma boa notícia. A inflação oficial dee agosto é a menor, para o mês, em 5 anos. O IPCA caiu de 0,62% em julho para 0,22% em agosto. Aproveite para comprar batata, tomate, cebola, cenoura e até feijão, todos com preços menores, na média, do que em julho.
E um aviso, q cairia como uma luva numa série intitulada “isto é incrível!”: dá pra acreditar que, num mês em que a inflação média deu 0,22%, os serviços bancários subiram 12 (doze) vezes mais, ou 2,65%?
Sim, até poderia ser o aumento da alíquota da Contribuição Social sobre o Lucro Líquido. O imposto sobe de 15% para 20% em nome do ajuste fiscal. Mas entrou em vigor no dia primeiro de setembro. Justifica “inflação de serviços” em agosto? Não, né?
Outro detalhe que procurei verificar. Será que saiu algum aumento salarial no setor?
As negociações anuais dos bancários já começaram. Eles pedem 16% de aumento. Mas: a data-base deles não é agosto. É setembro!
Alguém pode explicar por que os serviços bancários pressionaram o IPCA de agosto, segundo os dados oficiais do próprio IBGE?
Está lá o aumento, não restam dúvidas:
http://saladeimprensa.ibge.gov.br/noticias?view=noticia&id=1&busca=1&idnoticia=2981

Trapalhada

É muita trapalhada. O Brasil realmente deu azar desta vez. Na histórica grande recessão d 2009, o plano real imperava e segurou a inflação . Agora , não faltam os q apontam uma estagflacao – porque ainda não inventaram um nome p/ recessão (q estamos vivendo) c/ inflação . Enquanto isso , o mundo, China incluída , luta é pra não ter deflação . É muita trapalhada .